O Homem e a Terra

In Arte e Estética, Crônica by ancuri

Anoitece. A Escuridão preenche todas as distancias. Eu e tu nos tornamos nós, estreito nós. Teu rosto enfim se revela. Antes ocultado pelo sol em cores te mostravas. Longínqua, diversa, dispersa. Agora na noite escura tu és ela. E o encontro e a espera ao teu rosto me conduz. Amo-te. Amo-te com o amor do sempre. Sem futuro e sem passado. Porque a noite elimina todo o tempo e te faz somente o agora.

*inspirado na obra de Eric Dardel.